Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / 2ª Liga: entre a glória e o abismo

2ª Liga: entre a glória e o abismo

ledman logo

De um lado, o inferno, que se projecta no horizonte daqueles que vêem tornar-se cada vez mais real a probabilidade de cair no esquecimento do Campeonato Nacional de Seniores. De outro, o paraíso da 1ª Liga, que significa o regresso aos principais palcos do futebol português e, por inerência, o direito a ocupar mais do que o habitual “quadradinho” nos diários desportivos.

Ao contrário do que havia sucedido na época anterior, a redução de 24 para 22 clubes que se perspectiva para esta divisão na época 2016/2017 obriga a que excepcionalmente, este ano, sejam 5 as equipas relegadas para a despromoção. A subida à 1ª Liga continua destinada a apenas 2 clubes. Relembrar que as equipas “B” estão impedidas de ser promovidas ao escalão onde actuam as equipas principais das quais derivam mas podem ser despromovidas a divisões inferiores.

Assim, e num momento em que estão cumpridas 41, de um total de 46 jornadas que compõem o excepcional calendário da 2ª Liga Portuguesa (2015/2016) os nervos estão, mais do que nunca, à flor da pele.

Quem sobe?

O Porto “B” está na frente da competição, com 76 pontos mas, pelas razões já explanadas, não entra nestas contas.

Segue-se o Chaves com 72 pontos. Apesar do esforço, os Flavienses saíram derrotados da deslocação à Vila das Aves e são agora seguidos de perto pelo Portimonense que, ao vencer o Guimarães “B“, encurtou para apenas um ponto a distância para a turma de Trás-os-Montes.

Ambas as equipas são alvo de feroz perseguição por parte de Feirense, Freamunde e Famalicão, nos 4°, 5° e 6° lugares com 68, 67 e 67 pontos, respectivamente.

A menos que as probabilidades nos troquem significativamente as voltas, parece-nos justo e realista, fechar por aqui o lote de candidatos à subida.

Importa referir que, entre este lote, Portimonense e Chaves são as equipas que mais pontos amealharam nos últimos 5 jogos. O Famalicão é quem apresenta a pior sequência de resultados recentes, tendo sido derrotado nos últimos 3 jogos disputados.

Se as contas da subida não estão fáceis, que dizer da matemática dos que descem?

Entre importantes equipas “B“, como é o caso do Benfica, ou históricos do futebol nacional como Farense e Leixões, há de tudo um pouco no grupo dos aflitos e, para já, apenas Oliveirense e Oriental parecem definitivamente condenados. Assim sendo, neste momento, a luta pela sobrevivência envolve 8 equipas: Mafra, Atlético, Guimarães “B”, Santa Clara, Benfica “B”, Leixões, Ac. Viseu e Farense.

Restam três vagas, que todos querem evitar a qualquer custo.

Para que se perceba quão renhida será a ponta final do campeonato bastará referir que apenas três pontos separam o Mafra, 15° classificado, com 49 pontos, do Farense, 22°.

Pela positiva há que destacar a performance recente do Santa Clara, que aparenta estar a reagir de forma muito positiva nesta ponta final e foi, a par com o Mafra, a equipa que mais pontuou nos últimos 5 jogos.

Finalmente, uma palavra especial para aquela que é porventura, a mais histórica das equipas em competição, o Leixões. Empurrados pela sua incondicional massa adepta, os comandados de Pedro Miguel fecharam o último encontro, no Seixal, com uma importantíssima vitória, por 2-0, sobre o Benfica “B”, que lhes permite continuar a acalentar o sonho da manutenção.

Faltam 5 jogos e, com 15 pontos em disputa, quase tudo está em aberto!

Comentar