Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Águias voam nas asas de Mitroglou para a liderança isolada — SL Benfica 3-1 SC Braga

Águias voam nas asas de Mitroglou para a liderança isolada — SL Benfica 3-1 SC Braga

Esta noite, no estádio da Luz, o Benfica venceu o Braga por 3-1, para a equipa da casa marcou Mitroglou com bis e Pizzi, para os visitantes marcou Rosic.

A constituição das equipas a não revelar grandes surpresas face aos últimos jogos, destaque no Benfica vai naturalmente para a inclusão de Mitroglou, que já recuperou da lesão sofrida na selecção grega, Fejsa que tinha saído com queixas do ultimo jogo, já recuperou e é titular também. Em relação ao Braga, apresenta aqui a equipa tipo, privado de Djavan por lesão, Goiano assume o lado esquerdo da defesa e Ricardo Horta, apesar de ter tido problemas físicos nos últimos dias, acaba mesmo por ser titular.

Inicio de loucos no estádio no Luz, após um atrasado no pontapé de saída devido a problemas técnicos com a comunicação do fiscal de linha, logo no primeiro minuto de jogo, jogada de combinação na direita entre Semedo e Salvio, com o extremo a argentino a flectir para o centro, deixa em Mitroglou, que remata forte e colocado, a bola a sair um tudo nada ao lado.

Responde o Braga com duas situações seguida, primeiro foi Hassan aos 3 minutos, mau passe  de Fejsa na saída para o jogo, a bola sobra para Ricardo Horta, que deixa no avançado egípcio, isolado perante Júlio César atira ao lado. Jogada seguinte, numa saída rápida pelo lado esquerdo, Wilson Eduardo faz o cruzamento bem medido ao segundo poste, onde aparece Pedro Santos a rematar, mas Júlio César a defender para canto.

5 minutos de grande intensidade, grande vontade de parte a parte em fazer o golo, jogo rápido e agressivo.

Excelente jogada pelo lado esquerdo por Grimaldo, que deixa em Guedes, faz um excelente cruzamento, onde no coração da área, Salvio remata de primeira mas Marafona defende para canto. Mais Grimaldo (bom jogo do espanhol), jogada individual pelo corredor esquerdo, em slalon passa por dois jogadores bracarenses e já dentro da área, remata de pé direito mas Marafona de novo no caminho no esférico.

img_818x4552016_01_23_20_12_47_509621

Os homens de Rui Vitória estavam melhor nesta altura do jogo, assentava o jogo, dominava a posse de bola e conseguia atacar sempre com critério, primeiro foi Guedes, boa combinação entre Pizzi e André Horta, com Pizzi num excelente passe a isolar sobre esquerda Guedes, que chuta para fora. 26 minutos de jogo, explosão de alegria na Luz, grande jogada de combinação entre Grimaldo e Pizzi, o internacional português de calcanhar deixa em Guedes, percorre vários metros sozinho pela ala esquerda, cruza atrasado onde, no coração da área, Mitroglou de primeira, de pé esquerdo, atira a bola para o fundo das redes, 1-0.

naom_56b517a85d968

Após o golo, os encarnados baixaram as suas linhas de pressão, os bracarenses conseguiam sair a partir de trás, e numa boa jogada de Vukcevic, liberta na esquerda em Ricardo Horta que aparece isolado no lado esquerdo do ataque mas Júlio César defende novamente. Os homens de José Peseiro carregavam mais na ponta final do primeiro tempo depois de um excelente inicio de jogo, através de um canto de Wilson Eduardo na esquerda, Rosic salta mais alto que toda a gente e cabeceia com violência mas Júlio César de novo.

Até final, destaque para um livre lateral batido por Pizzi, com Lisandro a cabecear por cima, a primeira parte terminava logo de seguida, excelente primeira parte, jogo de ataque contra-ataque, com a vantagem a premiar a equipa mais eficaz.

 

Segunda parte começa com Braga por cima, mais intensidade e mais bola na procura do empate, com incursões rápidas pelas alas, mas o Benfica controlava bem as investidas, dando iniciativa aos visitantes mas bem na ocupação dos espaços e na leitura dos lances.

Braga entrou melhor mas a melhor ocasião acabou por ser do Benfica, a passagem do minuto 49 num livre directo de Guedes, a bola e batida com força sofre uma desvio na barreira, e mesmo assim Marafona faz uma defesa do outro mundo, ia para um lado bola para o outro mas esticou-se e com o braço direito e defende para canto.

20 minutos mais calmos nesta segunda parte, equipas mais cerebrais, a tentar organizar mais o ataque, mais por culpa dos encarnados a tentarem baixar o ritmo, para sair rápido nas costas da defesa. E foi mesmo Guedes novamente, andava na busca insaciável do golo, rematar fora da área mas Marafona de novo no caminho da bola.

Mais Benfica, o Braga começava a pagar a factura de quinta-feira, a frescura física já não era mesma e tentava aproveitar os homens da casa, Carrillo vira bem o centro do jogo para Pizzi na direita chocou com Goiano ( reclamou-se grande penalidade), levantou-se mais rápido faz o cruzamento para o segundo poste, onde está Guedes que ajeita para o pé direito, mas remata contra Rosic.

À passagem do minuto 73, segunda explosão de alegria na Luz, jogada do Benfica na direita por Pizzi tentou a combinação com Mitroglou a defesa bracarense corta o lance, a bola sobra de novo para Mitroglou, tenta virar para Carrillo mas esta bate em Douglas e sobra para Pizzi, só com Marafona pela frente atira para o fundo das redes, 2-o.

thumbs-web-sapo-io

Após este golo, grande confusão no estádio junto ao banco dos suplentes, os jogadores e treinadores do Braga a reclamarem fora de jogo, mas a bola a sair dum jogador bracarense e não de uma passe de um jogador encarnado, nesta aparato todo, Marafona vê o amarelo e Peseiro é expulso.

O Braga ficou desnorteado pelo lance e pelos protestos, e quem aproveitou foi o Benfica para dilatar a vantagem, em mais uma boa jogada dos encarnados, Semedo a cruzar na direita, a bola a sobrar para Pizzi, dentro da área junto à linha, baila sobre Baiano na dentro da área, cruza e Mitroglou dentro da pequena área encosta de cabeça, para o 3-o.

phpthumb-php

O Benfica tinha mais frescura física, mais discernimento, Pizzi a passar para a direita a melhorar o jogo encarnado na parte final, que voltou a ter mais bola, consequência disso, o recém entrado o “menino” Zé Gomes, num remate cruzado, mas Marafona no caminho da bola (mais uma vez).

Braga acabava mesmo por marcar ao minuto 90, canto batido na esquerda de Wilson Eduardo, Rosic volta a altar mais alto e desta vez a marcar, 3-1, Júlio César finalmente batido, golo merecido da equipa visitante.

img_770x4332016_07_06_16_52_18_1126231

O jogo terminava logo de seguida, globalmente foi um bom jogo de futebol, destacar a primeira parte que foi mais equilibrada, na segunda o Benfica apresentou melhor frescura física e isso acabou por ser determinante. Globalmente acabou por ser uma vitória justa, com a equipa tricampeã a subir a liderança isolada, da liga NOS.

 

Melhor em campo: Mitroglou

mitroglou_196-x-256-site-copy

O que dizer de um jogador que regressa de lesão, e marca 2 golos em 3 remates ? destaque mais do que merecido do ponta de lança grego, que foi decisivo no jogo.

Equipas;

slblogo3starsSL Benfica:

Júlio César, Nélson Semedo, Lisandro Lopéz, Lindelof, Grimaldo, Fejsa (89min, André Almeida), André Horta, Pizzi, Salvio (cap.) (66min, Carrillo), Gonçalo Guedes e Mitroglou (82min, Zé Gomes).

 

 

 

sporting_clube_de_bragaSC Braga:

Marafona, Baiano, Rosic, André Pinto (cap.) (72min, Artur Jorge), Marcelo Goiano, Mauro, Vukcevic, Pedro Santos (81min, Alan), Ricardo Horta (67min, Douglas Coutinho), Wilson Eduardo e Hassan.

 

 

Comentar