Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Antigo Campeonato de Portugal e a Liga Experimental: discórdias dos dias de hoje por problemas do passado

Antigo Campeonato de Portugal e a Liga Experimental: discórdias dos dias de hoje por problemas do passado

297574_ori_

Na passado dia 11 de Novembro, aquando da realização da 36ª edição dos Prémios Rugidos de Leão, o presidente leonino, Bruno de Carvalho, teceu uma declaração que deixou muitas dúvidas no ar: “Na última jornada tivemos uma assistência com mais de 40 mil adeptos e isso mostra que voltámos a lutar pelo nosso 23º título de campeão nacional”, afirmou o presidente do Sporting. A questão prende-se com o “23º título”, pois o que consta nos palmarés é que o Sporting tem 18 títulos de campeão nacional e não 22… mas afinal de onde vêm esses quatro títulos “a mais”?

Pois bem, esta discussão é relativa ao antigo Campeonato de Portugal, que existiu entre as épocas de 1921/22 e 1937/38. Esta prova consistia em apurar vários campeões regionais para encontrar um campeão nacional, numa competição disputada por eliminatórias e, naturalmente, decidida numa final. Ao longo da sua existência, o Campeonato de Portugal conheceu sete vencedores diferentes: FC Porto (4), Sporting (4), Belenenses (3), Benfica (3), Carcavelinhos – atual Atlético CP após fusão com o União Lisboa em 1942 (1), Marítimo (1) e Olhanense (1).

Em 1934/35, dá-se a primeira edição da Liga Experimental, ou seja, a primeira edição do campeonato nacional tal como o conhecemos hoje em dia, numa disputa por pontos em que jogam todos contra todos, o que na altura se denominava por “modelo inglês”. Contudo, antes de ser dada como competição que apura o campeão nacional, esta prova, entre 1934/35 e 1937/38, era apenas uma competição experimental, sendo que, o Campeonato de Portugal foi na mesma disputado ao longo destas quatro temporadas de Liga Experimental, em que, relativamente à Liga, o FC Porto venceu a primeira edição e o Benfica as três edições seguintes.

A partir de 1938/39, o tal “modelo inglês” foi aprovado e ficou decidido que era desta forma que se decidia o campeão nacional, enquanto o Campeonato de Portugal deu origem à Taça de Portugal, dado o seu modelo de eliminatórias. O motivo de toda a polémica deve-se ao facto de o Campeonato de Portugal ser um pouco “apagado” da história, pois as Ligas Experimentais vencidas por FC Porto e Benfica passaram a contar como títulos de campeão nacional, ao contrário do Campeonato de Portugal. Com isto, todos os clubes vencedores da antiga prova nacional ficaram a perder à exceção do Benfica (que venceu tantas Ligas Experimentais como Campeonatos de Portugal, portanto não ficou a ganhar nem a perder).

O Sporting, tem sido ao longo dos tempos o clube que mais protesta esta situação, dizendo que “roubaram” quatro títulos de campeão nacional do palmarés leonino pois, segundo consta na história, ao longo das quatro edições em simultâneo, de Campeonato de Portugal e Liga Experimental, a equipa leonina apostou sempre mais na competição antiga, jogando a Liga com “segundas linhas”, enquanto, por exemplo, o seu rival da segunda circular, apostou bem mais nesta Liga Experimental…

Este é um tema que ao longo da história sempre gerou muita polémica, sendo um assunto que pode originar as mais diversas opiniões… o que é certo é que a Liga Experimental é o campeonato nacional como o conhecemos hoje em dia mas, o Campeonato de Portugal não pode ser tão esquecido, pois na altura em que existia era a maior competição nacional.

 

 

Comentar