Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Campeonato Brasileiro – o Resumo parte I

Campeonato Brasileiro – o Resumo parte I

O Campeonato Brasileiro versão 2012 chegou ao fim consagrando o Fluminense como novo campeão (recuperando o título que havia ganho em 2010) e dando ao ex-internacional português Deco a possibilidade de juntar mais um título ao seu já longo currículo vitorioso iniciado em Portugal ao serviço do FC Porto.

Para além de Deco, um outro bem conhecido do futebol português (o treinador Abel Braga) juntou mais um troféu ao seu palmarés conquistando, curiosamente, o seu primeiro Campeonato Brasileiro, depois de já ter sido, inclusivamente, campeão do Mundo de Clubes em 2006 ao serviço do Internacional de Porto Alegre. Recorde-se que o técnico brasileiro já treinou, em Portugal, clubes como o Rio Ave (com o qual foi campeão da II Divisão em 1985/86, naquele que seria o seu primeiro título como treinador), Famalicão, Belenenses e Vitória de Setúbal datando a última experiência no nosso país de 1994/1995, curiosamente no Rio Ave que havia treinado 9 anos antes.

O início da temporada deu a liderança da prova ao Botafogo que, com dois triunfos nos dois primeiros jogos, liderava juntamente com Vasco e Atlético Mineiro mas os 7 golos marcados (apesar dos 4 sofridos) davam-lhe a vantagem na diferença de golos para ser considerado líder.
O líder seguinte seria o Vasco pois, à terceira jornada era a única equipa só com vitórias, pecúlio que manteve até à quarta ronda com novo triunfo, começando a ceder a partir do quinto jogo com um empate frente ao Palmeiras e, com a derrota ao sexto jogo (1-3 frente ao Cruzeiro) perderia a liderança, precisamente para a equipa que o derrotara.

Mas a liderança do Cruzeiro duraria apenas uma jornada pois, uma derrota caseira frente ao São Paulo e um triunfo do Atlético Mineiro frente ao Grémio, colocaria a equipa de Ronaldinho Gaúcho na liderança da prova que, as cinco vitórias consecutivas que se seguiram, apenas viriam reforçar. A 13ª Jornada marcou o início da quebra do Atlético Mineiro apesar do empate positivo no terreno do Fluminense pois na 14ª Jornada surgiu a 2ª derrota do campeonato (no terreno do Flamengo) e viu encurtar-se para 1 ponto a diferença para o Vasco e 3 para o Fluminense, vantagens que se manteriam até à 15ª Jornada pois, na 16ª, no confronto entre os dois primeiros, o Atlético Mineiro venceria, por 1-0, e o Vasco era ultrapassado pelo Fluminense. O campeonato chegaria ao final da primeira volta com Atlético Mineiro e Fluminense separados por apenas um ponto pois, na última ronda, o Atlético Mineiro empatava a duas bolas frente ao Cruzeiro e o Fluminense, ao derrotar o Vasco por 1-2, não só ficava a apenas um ponto da liderança como afastava cada vez mais o Vasco da luta pelo título, numa altura em que o Grémio já era terceiro e o Vasco caía para quarto a oito pontos da liderança.

Comentar