Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Entrevista a Beatriz Conduto – “O Sporting neste momento é o clube que mais condições me dá”

Entrevista a Beatriz Conduto – “O Sporting neste momento é o clube que mais condições me dá”

15045673_1357985860892671_1142525156_n

A Futebol Portugal esteve à conversa com a atleta Beatriz Conduto, atual jogadora do Sporting Clube de Portugal e da Seleção Portuguesa de sub.17, que carimbou uma passagem histórica à Ronda de Elite da respetiva categoria. Pode ler agora a entrevista.

FP: Beatriz, antes de mais, obrigado por teres aceite a nossa entrevista.

Eu é que agradeço pela oportunidade.
FP: Conta-nos, quando e como surgiu a tua paixão pelo futebol?

Desde que pequena que a minha melhor amiga sempre foi a bola. Quase todos os fins de semana costumava ir jogar com o meu pai e ele ensinava-me. Quando não jogava com ele, jogava na rua em frente à minha casa. Éramos muitos a jogar e passávamos dias inteiros ali a fazer torneios.

FP: Desde pequena que jogas futebol. O que te fez gostar deste desporto?

Não sei bem, acho que foi algo que já nasceu comigo. Acompanhava sempre os jogos que davam na televisão e ia ao estádio com o meu pai.

14485179_1257858794246798_408102037313495311_n

FP: Atualmente, representas o Sporting Clube de Portugal, o que te levou a jogar lá?

O Sporting é um grande clube e fui em busca de novos objetivos. Quero ganhar títulos, quero crescer muito como jogadora e o Sporting, neste momento, é o clube que mais condições tem para que tudo isto aconteça. Foi nisto que pensei quando decidi jogar lá, sinto que estou no sítio certo para ganhar e crescer.

FP: Como é que o Sporting te descobriu e abordou para uma eventual proposta?

Andaram a observar, pouco tempo depois recebi uma mensagem onde pediram para falar comigo e foi aí que recebi o convite.

Beatriz com a camisola do Sporting CP

Beatriz com a camisola do Sporting CP

FP: Representas a Seleção Portuguesa de Futebol sub-17. Qual é a sensação?

Não há melhor sensação que podermos representar o nosso país. É um orgulho, uma felicidade e uma responsabilidade enorme. É o sonho de qualquer jogadora.

FP: Com um empate frente à Finlândia, outro frente à Itália e uma goleada por 7-0 frente à Geórgia, vocês lá conseguiram o tão desejado apuramento para a Ronda de Elite do Euro 2017. Como foi viver esses momentos?

Posso dizer que foi dos melhores dias da minha vida. Não há palavras que descrevam momentos como esse. Foi uma alegria enorme, foi algo muito especial para nós.

FP: Com Espanha, Suécia e Islândia no grupo, quais são os vossos objetivos para a ronda da Elite do Euro 2017?

Somos Portugal, entramos sempre para vencer. Sabemos que temos um grupo difícil, mas vamos trabalhar muito e vamos querer passar ao Europeu. Vamos dar tudo o que tivermos.

15050068_1357985874226003_657681259_n

FP: Embora com 16 anos, como vês a evolução do futebol feminino português?

O futebol feminino tem evoluído muito devido ao grande trabalho que tem sido feito por parte da Federação e dos clubes. Temos duas seleções na ronda de elite e temos a seleção AA no Europeu. É algo muito bom e o que está por vir será ainda melhor.

FP: Qual foi a reação dos teus pais quando lhes dissestes que querias ser jogadora de profissional?

Acho que eles já estavam à espera, sempre joguei e não foi uma grande surpresa. Eles apoiam-me em tudo, estando sempre presentes, seja onde for.

13626565_1749927828556366_1325596810373240026_n

FP: Tens algum ritual antes de entrar em campo?

Antes dos jogos gosto de estar sossegada a pensar no jogo e a ouvir música.

FP: Qual foi a pessoa que mais te marcou até ao momento?

Houve várias pessoas, mas há uma que tenho de destacar. O Mister Alexandre Santana, foi alguém que me marcou muito, porque, para além de ser um excelente treinador, é uma pessoa extraordinária. Foi alguém com quem aprendi muito e com quem cresci bastante, como jogadora e como pessoa. É uma pessoa que, passe o tempo que passar, continua sempre presente na vida de quem trabalhou algum tempo com ele, sempre pronto a ajudar em tudo. Não há palavras, mesmo. Um grande obrigada também ao Mister José Viegas e Rúben Conceição e ao Diogo Costa, que foram pessoas muito importantes ao longos destes anos.

FP: Um ídolo?

Sem dúvido alguma, Messi.

FP: Na tua opinião o futebol português feminino vive um bom ou mau momento?

Na minha opinião o futebol feminino atravessa um excelente momento por tudo o que tem acontecido nos últimos tempos. Os clubes grandes estão a criar equipa; como já referi, temos duas seleções na ronda de elite e temos as AA na fase final do Europeu. Nos sub-16, ganhámos o torneio de desenvolvimento. O futebol feminino está a crescer muito!

FP: Beatriz, em meu nome e em nome da Futebol Portugal, gostaríamos de agradecer por te teres disponibilizado para esta entrevista! Desejamos-te os maiores dos sucessos no Sporting Clube de Portugal e na Ronda de Elite do Euro 2017! Tragam o troféu para Portugal!

Comentar