Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / FCPvSCP: Antevisão do Clássico

FCPvSCP: Antevisão do Clássico

Ambiente quente no Dragão é o que se espera desta rivalidade histórica do futebol português. São já mais de 100 partidas disputadas entre todas as competições e o histórico é muito equilibrado. A maior vitória do FC Porto em casa frente aos leões data de 1935/1936, por 10-1. A maior vitória dos leões no Porto aconteceu em 1944/1945 para a Taça e em 1959/60 para o campeonato: vitória por 1-4.

Desde que o Estádio do Dragão foi inaugurado, disputaram-se treze encontros para o campeonato. O saldo é francamente positivo para os dragões, que perderam apenas em duas ocasiões e empataram noutras duas. No entanto, na época passada, foram os verdes de Alvalade que levaram a melhor, batendo os dragões por três bolas a uma. Na altura, bisou Slimani, que está no Leicester, e marcou Bruno César. Pelo FC Porto, Hector Herrera converteu de grande penalidade.

Onzes prováveis:

Este poderá ser o onze apresentado por Nuno Espírito Santo, mas há sempre surpresas que podem acontecer. O reforço Tiquinho Soares poderá estrear-se pelo seu novo clube, existindo ainda a possibilidade de Layún, Brahimi ou Otávio entrarem no onze inicial. A disposição será aproximadamente esta, no entanto, o homem mais próximo de André Silva irá procurar frequentemente o flanco esquerdo, enquanto Corona vai jogar aberto na direita.

O Sporting vai para o jogo do Dragão sem William Carvalho, suspenso por ter visto o 5º amarelo no último encontro dos leões para o campeonato. Para o seu lugar deverá entrar o regressado Palhinha, que já acumulou alguns minutos na equipa principal. Zeegelaar poderá ser opção do lado-esquerdo da defesa e, caso Jesus tome essa opção, uma vez que o holandês apresenta um perfil mais defensivo que o brasileiro, Bryan Ruiz ou Alan Ruiz deverão ser preteridos do onze, passando Bruno César para médio esquerdo. Joel Campbell é também uma incógnita no onze leonino e há sempre a hipótese de algum dos regressados entrar no onze inicial.

Jogadores decisivos:

Danilo está em grande forma e será uma dor de cabeça tanto ofensivamente como defensivamente para o Sporting

O FC Porto vai certamente contar com a capacidade finalizadora de André Silva para bater Rui Patrício. Em termos de criação, Óliver será o principal criativo no meio campo dos azuis e brancos, enquanto Diogo Jota e Corona serão os jogadores mais desequilibrados em termos individuais, ou Brahimi se for opção. Defensivamente, Danilo vai ser um problema para o meio-campo do Sporting, que vai enfrentar o médio internacional português que se encontra em grande forma. Marcano e Felipe têm estado muito sólidos nos últimos encontros dos dragões.

O extremo é o jogador mais desequilibrador em termos individuais no Sporting e está em boa forma

O Sporting tem tido uma dependência de golos por parte do holandês Bas Dost, que será uma dor de cabeça para a defensiva portista. Para a criação de oportunidades, Alan Ruiz será um fator desequilibrador se tiver espaço à entrada da área, mas o principal perigo virá do flanco direito, onde estará o promissor Gelson Martins. Adrien vai equilibrar o meio-campo e é preciso ter atenção à sua progressão com bola. Defensivamente, Palhinha vai ter uma prova de fogo em equilibrar o meio-campo e a defesa. Os centrais sportinguistas terão de estar a bom nível para impedirem o FC Porto de criar chances de golo.

O jogo:

Na teoria, podemos esperar um Porto mais pressionante e a tentar chegar cedo ao golo, tentando manter a posse de bola e procurar buracos na defesa do Sporting. Já os leões, deverão entrar um pouco mais resguardados e tentarão ganhar bolas na zona do meio-campo, saído rapidamente para a baliza do dragões. Certamente que os de Alvalade tentarão utilizar o jogo aéreo de Bas Dost, tanto na construção como na finalização de jogadas. O Porto não poderá deixar o seu lateral sozinho com Gelson Martins, uma vez que o internacional português é muito forte no um para um. Já o Sporting terá de ter especial atenção aos movimentos de Jota e Corona das alas para o meio e terá de impedir Óliver Torres de ter espaço para criar perigo, mantendo-o o mais longe possível da sua área e com uma marcação muito forte.

Caso o jogo esteja muito fechado, teremos de olhar para as soluções no banco. O Sporting certamente confiará em Joel Campbell, mas também nos regressados Podence e Francisco Geraldes. O Porto deverá estrear Tiquinho Soares, podendo ainda recorrer a jogadores como Brahimi, Otávio, João Carlos Teixeira ou André André.

O Porto quererá vencer o jogo para assumir a liderança provisória do campeonato, pressionando o Benfica que enfrenta o Nacional da Madeira no Domingo. Já o Sporting, quererá encurtar distâncias para o FC Porto, que se encontra de momento com seis pontos de vantagem.

Comentar