Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Liga Espanhola: Resumo da jornada

Liga Espanhola: Resumo da jornada

A décima quarta jornada da Liga Espanhola iniciou-se este sábado, com o líder Barcelona a defrontar em casa os bascos do Athletic Bilbao, num jogo que os catalães dominaram, tendo vencido por 5-1. Os rivais de Madrid defrontaram-se em casa do Real, tendo os merengues vencido por 2-0. Outra equipa de Madrid, o Getafe, venceu em casa por 1-0 os andaluzes do Málaga, enquanto a outra equipa basca do principal campeonato espanhol, a Real Sociedad impôs uma derrota por 5-2 ao Valência, em casa da equipa de Ricardo Costa. Este resultado levou também ao despedimento do técnico do Valência, o argentino Mauricio Pellegrino.

Já este domingo realizaram-se mais quatro jogos, sendo que a jornada ficou completa hoje com o jogo entre o Sevilha e o Valladolid.

Getafe 1 : 0 Málaga

Um cabeceamento de Lopo depois da cobrança de um pontapé de canto de Pedro Léon foi suficiente para o Getafe vencer o Málaga e apanhar assim os andaluzes na classificação. O Málaga jogou sem iniciativa e apenas foi atrás do marcador depois de estar a perder. Quase conseguiam o empate, mas Moya fez uma grade defesa, negando o golo ao antigo jogador do Benfica Javier Saviola. Eliseu foi titular no Málaga, enquanto Duda não saiu do banco de suplentes.


Valência 2 : 5 Real Sociedad

O Valência sofreu uma pesada derrota em casa, mas essa derrota deve-se principalmente a erros cometidos pela equipa, nomeadamente a expulsão aos 41 de Jonas, numa agressão desnecessária sobre Zurutuza. A Real Sociedad aproveitou a superioridade numérica para marcar uma mão cheia de golos, sendo que em Valência agrava-se a crise com o clube e os adeptos cada vez mais afastados. O técnico Mauricio Pellegrino foi despedido. No Valência Ricardo Costa foi titular e jogou os 90 minutos, enquanto João Pereira foi titular mas saiu aos 76 minutos para dar lugar ao avançado Nélson Valdez.


Barcelona 5 : 1 Athletic Bilbao

O Barça soma e segue, e além disso vai coleccionado recordes, uma vez que se tornou a equipa com o melhor arranque de temporada de sempre, com 13 vitória e um empate nas quatorze jornadas. A equipa de Tito Vilanova realizou uma grande exibição, sendo que a Athletic apenas nos primeiros 20 minutos conseguiu fazer frente a Messi e companhia. Com rápidas trocas de bola e circulação entre os flancos, a equipa de Marcelo Bielsa limitou-se a assistir à grande exibição do Barça, tendo Ibai Gomez conseguido o tento de honra ao minuto 65, depois dos golos de Piqué, Amorebieta na própria baliza, Adriano e Fabrégas, tendo o inevitável Messi fechado o marcador ao minuto 70. Recorde-se que na próxima quarta-feira cabe ao Benfica deslocar-se a Camp Nou para a última jornada da Liga dos Campeões.


Real Madrid 2 : 0 Atlético de Madrid

Foi no Santiago Bernabeu que se defrontaram nesta jornada os dois rivais de Madrid, tendo José Mourinho levado a melhor sobre Diego Simeone, elevando para 24 os jogos em que o Atlético não consegue ganhar ao Real. Cristiano Ronaldo foi a figura do encontro, tendo marcado num livre soberbo, fez a assistência para Ozil marcar e ainda atirou uma bola à trave e outra ao poste. O jogo começou algo atabalhoado, cabendo a Diego Costa, ex-jogador do Sporting de Braga, a primeira oportunidade aos 13 minutos, quando conseguiu furar a defesa merengue e cruzar para Falcão, mas Casillas defendeu. Cristiano Ronaldo marcou de seguida, aos 14 minutos, e a partir daí o jogo tornou-se feio com faltas de parte a parte e também algum exagero. Ozil marcou aos 66 minutos e fechou a contagem. O Real Madrid mantêm-se a onze pontos do Barcelona, que tem agora seis pontos de vantagem sobre o Atlético, segundo classificado. Para além de Cristiano Ronaldo, também Fábio Coentrão e Pepe foram titulares no Real, enquanto que no Atlético Tiago foi suplente utilizadoao contrário de Sílvio que viu todo o encontro no banco.


Granada 0 : 0 Espanhol

Empate a zero num jogo muito pobre onde apenas o Granada tentou ganhar. O Espanhol até criou algumas oportunidades no primeiro tempo, mas acabou o jogo a defender, com a já famosa táctica do “autocarro”, na estreia do novo técnico dos catalães, o mexicano Javier Aguirre. Ambas as equipas estavam nos lugares de descida, e notou-se a falta de confiança dos seus jogadores, como foi o exemplo do português Simão Sabrosa, muito longe da forma de antigamente, ele que até foi o primeiro jogador a sair na sua equipa, substituído por outro português, o avançado Rui Fonte.

Deportivo 2 : 3 Real Bétis

A equipa mais portuguesa da Liga Espanhola contou na equipa titular com três portugueses, nomeadamente o defesa Roderick Miranda, e os extremos Bruno Gama e Pizzi. No adversário Salvador Agra passou o encontro no banco. Ruben Castro e o costa riquenho Campbell, num pontapé espectacular, foram os autores dos golos dos andaluzes, de nada valendo o bis de Riki. O Bétis segura assim o quarto lugar, que lembre-se dá acesso à Liga dos Campeões. Já o Depor mantêm-se no penúltimo lugar.


Celta de Vigo 1 : 1 Levante

Melhor sorte teve a outra equipa galega da Liga Espanhola. O Celta de Vigo poderia até ter conseguido um resultado melhor, não fosse o golo de Roger para o Levante em cima do minuto 90. O Celta perdeu assim uma boa ocasião para ficar mais descansado na classificação, mas a equipa remeteu-se à defesa após o golo e pagou por isso. Prémio também para os jogadores do Levante, que nunca desistiram.

Mallorca 1 : 1 Real Zaragoza

Duelo entre duas equipas com percursos paralelos nas últimas semanas, já que ambas se encontram à dois jogos sem ganhar mas conseguiram apurar-se na Taça do Rei. No último jogo de domingo, houve repartição de pontos entre as duas equipas, sendo que desde muito cedo o Zaragoza ficou reduzido a 10 jogadores, já que aos 13 minutos Loovens foi expulso, num lance que gerou uma grande penalidade, mas Roberto, ex-guarda redes do Benfica, defendeu. Mesmo assim, foi o avançado luso Hélder Postiga a colocar a sua equipa a vencer, marcando o sétimo golo na liga, sendo que o melhor que a equipa de outro português, Nunes, conseguiu foi empatar aos 85 minutos.


Sevilha 1 : 2 Real Valladolid

Surpresa na Andaluzia, com o Valladolid a dar sequência ao bom campeonato que tem vindo a fazer, com uma vitória construída na primeira parte, com golos de Ebert e Óscar. O Sevilha jogou muito mal na etapa inicial e pagou por isso, sendo que transformou-se na segunda parte, procurando o empate, mas apenas conseguiu reduzir num autogolo do angolano Manucho. O português Sereno foi suplente mas não jogou no Valladolid.


O Barcelona lidera a classificação, com seis pontos de avanço sobre o Atlético de Madrid, e onze sobre o Real Madrid. Nos lugares que seguem e que dão acesso às competições europeias estão Bétis, Málaga e Getafe. Nos lugares de descida estão Granada, Deportivo e Espanhol de Barcelona.

Comentar