Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Liga Orangina: tudo por decidir em apenas 2 jogos

Liga Orangina: tudo por decidir em apenas 2 jogos

A 28ª e antepenúltima jornada da Liga Orangina (segundo escalão do futebol português) serviu mais para complicar que para esclarecer as contas e, quando faltam apenas 2 jornadas para terminar a temporada, nem subidas, nem descidas estão decididas, havendo apenas 3 equipas (em 16) que já têm o destino traçado.

Tranquilidade… só para três

Comecemos por essas três equipas que, a duas jornadas do fim, já sabem que não podem festejar a subida à primeira liga, nem correm risco de cair em zona de despromoção. À entrada para a 28ª jornada, já Naval e Leixões, com 40 pontos conquistados, sabiam que, a vantagem de 11 pontos sobre os dois últimos classificados, era, matematicamente, suficiente para garantir um final de temporada sem grandes sobressaltos, uma vez que o fantasma da descida já não pairava sobre estes dois emblemas. No entanto, apesar de estarem já afastados do acesso ao primeiro lugar, a distância de 7 pontos relativamente ao segundo (Moreirense) dava um resto de esperança a estas duas equipas, tanto mais que, nesta 28ª jornada, a Naval, quarta classificada, recebia a equipa de Moreira de Cónegos o que, em caso de vitória, reduziria a diferença para 4 pontos em 6 possíveis de alcançar. O Leixões, por sua vez, deslocava-se ao terreno do aflito União da Madeira e só uma vitória, conjugada com uma eventual perda de pontos do Moreirense, lhe poderia abrir as portas da subida de divisão.

No entanto, tanto a equipa da Figueira da Foz como o Leixões perderam as suas partidas (Naval 1-2 Moreirense e União da Madeira 3-1 Leixões) pelo que ambas as equipas ficaram, matematicamente, afastadas da luta pela subida, ficando confinadas à luta pelo 4º lugar que partilham.

A juntar a estas duas equipas está um dos grandes vencedores da jornada (o Belenenses) que, com o triunfo alcançado (vitória em casa por 3-0 frente ao Arouca) salta para a 6ª posição (era 10º) e, com os 7 pontos alcançados sobre os dois últimos, garante, desde já, a manutenção, numa época atribulada, em que passou grande parte da temporada muito perto da linha de água.

3 galos para dois poleiros

Na frente da classificação, nada ficou decidido pois, com o empate caseiro do Estoril, a zero frente ao Santa Clara, a equipa canarinha não conseguiu manter os 6 pontos de avanço sobre o Desportivo das Aves que, praticamente, asseguraria a subida de divisão (embora em igualdade no confronto direto, o Estoril leva pequena vantagem na diferença entre golos marcados e sofridos), uma vez que a equipa das Aves venceu o seu compromisso. Desta forma, o Estoril continua a liderar a prova, agora com 53 pontos, mais 3 que o Moreirense que é segundo com 50 e mais 4 que o Desportivo das Aves que, vencendo na receção ao Penafiel por 2-0, mantém acesa a chama da subida de divisão.

10 equipas podem descer

Do sétimo classificado até ao 16º, há apenas 6 pontos de diferença, pelo que, todas estas equipas podem cair na 2ª Divisão B e qualquer ponto, na próxima jornada, pode ser precioso, assim como qualquer derrota pode ser sinónimo de desastre.

Para ajudar a esta confusão, nesta jornada registaram-se 4 vitórias e 4 empates, sendo que, destes últimos 10 classificados, apenas dois (Arouca e Penafiel) não pontuaram, e apenas União da Madeira conseguiu vencer, pelo que o equilíbrio é mesmo a nota dominante.

O sétimo classificado, o Atlético, vem em queda livre desde a liderança da prova, mas o ponto alcançado, este fim-de-semana, no terreno do Freamunde (que é último), depois de estar a perder por 2-0, pode ser tão importante para este clube histórico, como a perda dos dois pontos pode ser fatal para a equipa que segura a lanterna vermelha da liga.

No oitavo lugar está a Oliveirense que, na receção ao Portimonense, perdeu excelente oportunidade para resolver, desde já a sua situação, mas o empate a uma bola, deixa a equipa de Oliveira de Azeméis, tal como o Atlético, a um ponto da salvação, enquanto o Portimonense, depois de muitas jornadas abaixo da linha de água, é 14º, com um ponto de avanço para os dois últimos.

Chegamos ao 9º posto e encontramos duas equipas (Penafiel e Trofense) com 35 pontos para quem, um tropeção dos dois últimos na próxima jornada, garante, automaticamente, a permanência mas se o Penafiel (que perdeu 2-0 com o Desportivo das Aves) recebe, na próxima jornada, a Oliveirense (quem vencer está a salvo e um empate pode salvar as duas equipas) a equipa da Trofa desloca-se a Portimão, onde o aflito Portimonense terá de vencer para poder respirar melhor na última jornada.

Descendo mais um degrau na classificação, encontramos 3 equipas (União da Madeira, Arouca e Santa Clara) com 33 pontos e em situação nada agradável: a União da Madeira, outra das grandes vencedoras da jornada, subiu duas posições e aumentou de 1 para 3 pontos a vantagem para a linha de água mas terá, na próxima jornada, uma deslocação ao terreno do Atlético (com quem subiu no ano passado para a Liga Orangina) que também precisa vencer para descansar. O Arouca, por seu lado, receberá a “descansada” Naval, podendo tirar partido dessa situação para somar três importantes (e talvez decisivos) pontos na sua luta. O Santa Clara, depois de um grande empate no terreno do líder, tem mais uma prova difícil na receção ao Moreirense que, só vencendo, poderá continuar a sonhar com o título e, alcançando os 3 pontos, dependerá só de si para a subida de divisão.

O penúltimo degrau da classificação é ocupado pelo Portimonense que, na próxima semana, receberá o Trofense (para quem o empate bastará) estando a equipa agora treinada por Lázaro Oliveira obrigada a vencer para, em caso de derrota dos dois últimos, ficar já a salvo, ou, caso contrário, correr sérios riscos de não conseguir evitar a descida de divisão.

Por fim, Sporting da Covilhã e Freamunde, nos lugares de despromoção, mais não podem tentar que vencer os seus jogos, sendo que, neste particular, os serranos estão favorecidos por, por um lado, jogarem perante o seu público e, por outro lado, enfrentarem um já descansado Belenenses, ao passo que, a equipa de Freamunde, terá que se deslocar à Vila das Aves, onde o Desportivo terá que vencer para continuar a perseguir o sonho da promoção.

Assim, será com grande interesse que decorrerá a próxima jornada que, inevitavelmente, trará algumas decisões, mas que podem não ser suficientes, nem para que uma das três equipas da frente garanta a subida de divisão, nem que para que alguma equipa caia em desgraça. Haverá, isso sim, mais equipas a pertencer ao clube da… tranquilidade.

Comentar