Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Onde anda a paixão portuguesa pelo futebol?

Onde anda a paixão portuguesa pelo futebol?

914079

O futebol é de facto um desporto que desperta paixões, atrevo-me a dizer que é mais que um desporto, muitas vezes é um modo de vida, uma religião.

O adepto de futebol desespera pelo início do campeonato, o adepto de futebol sente falta de ir ao estádio apoiar a sua equipa ao fim de três dias, o adepto de futebol sente o jogo como ninguém.

A verdade é que em Portugal essa paixão parece andar um pouco adormecida ou se calhar está “apenas” ferida pelo negócio em que se tornou o desporto que tanta gente arrasta consigo.

Assistimos cada vez mais a uma desertificação dos estádios em Portugal, pode até ser explicada pela crise que afeta o país mas não me parece que esse seja o único problema. A paixão que tanta gente movia com fé nas suas equipas há uns anos está escondida no coração das pessoas, na alma daqueles que amam o desporto rei. Essa paixão está pronta a explodir, basta apenas que tornemos o futebol no mais simples possível e não em negócios duvidosos que desiludem as pessoas.

É também aqui que entra a importância de apoiar o clube da terra, se os clubes ditos “pequenos” não forem competitivos, os clubes que nos representam a nível internacional não têm competição interna que os faça evoluir.

Precisamos de encher estádios do norte ao sul do país com regularidade e não apenas nos jogos com os “grandes”, não há nada melhor do que nos sentarmos na mesma cadeira no estádio semana após semana mesmo que a nossa equipa esteja numa onda de derrotas, sempre com as regras do civismo presentes e num contexto de desportivismo de modo a podermos evoluir.

Claro que não temos o poder financeiro para encher estádios como acontece, por exemplo na Alemanha, mas podemos e devemos fazer mais pelos nossos clubes ou estamos condenados à estagnação.

Chega de fundos, chega de passes partilhados, chega de cláusulas escondidas, o futebol é do povo, daqueles que o amam e não daqueles que o usam para atingir outros fins.

Comentar