Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Paulo Duarte eliminado nas “meias”; Egito e Camarões na final da CAN

Paulo Duarte eliminado nas “meias”; Egito e Camarões na final da CAN

O Burquina Faso orientado pelo português Paulo Duarte perdeu nas grandes penalidades com o Egito e falhou o acesso à final da Taça das Nações Africanas (CAN). No jogo decisivo, os egípcios vão defrontar os Camarões que bateram o Gana por 2-0 na outra meia-final.

Numa partida em que ambos os técnicos não puderam contar com atletas importantes, coube sempre à equipa burquinense assumir as rédeas do encontro.

Durante os primeiros 45 minutos, a bola andou sempre perto da baliza de Essam El Hadary (jogador mais velho de sempre a atuar na CAN com 44 anos e 17 dias), contudo, faltou ao Burquina Faso (sem o médio do Moreirense, Bouba Saré) uma melhor definição no momento do remate ou na altura de fazer o último passe.

Já o adversário, que não contou com o atleta do Braga, Ahmed Hassan, procurou ser sempre competente em termos defensivos e, por vezes, colocar ataques rápidos. Na finalização de um desses lances, aos 66 minutos, Mohamed Salah fez um golo extraordinário e colocou o Egito na frente do marcador. A reação não se fez esperar e, passados sete minutos, Aristide Bancé empatou a partida. O avançado burquinense dominou no peito e, sem deixar cair, rematou para o fundo das redes após passe de Charles Kaboré. Até ao final do tempo regulamentar, os comandados de Paulo Duarte fizeram de tudo para consumar a reviravolta no marcador, porém, faltou discernimento para o conseguir.

No prolongamento, as equipas foram mais cautelosas, sendo que, ainda assim, o Burquina Faso foi a seleção que chegou mais vezes à baliza adversária.O jogo chegou ao fim do tempo extra com 1-1 no placard e a decisão aconteceu nas grandes penalidades. Na sequência de cinco penalties para cada lado, o guarda-redes Hervé Koffi e Bertrand Traoré falharam para os burquinenses, já do lado egípcio apenas não concretizou Abdallah El-Said.

O experiente El Hadary defendeu dois remates da marca dos 11 metros e fez uma série de intervenções importantes ao longo da partida. O guarda-redes foi um dos obreiros pela qualificação do Egito para a final desta CAN que se realiza no Gabão.

Quem também se apurou para esse encontro decisivo foram os Camarões. A formação treinada por Hugo Broos derrotou o Gana por duas bolas a zero.

A primeira parte resumiu-se a uma entrada forte dos camaroneses, em que estes criaram alguns lances de perigo, no entanto, os ganeses foram conseguindo, gradualmente, equilibrar a partida nesta etapa inicial. Jordan Ayew teve nos pés a melhor situação dos primeiros 45 minutos, já perto do seu final.

No segundo tempo, os Camarões aproveitaram um lance de bola parada para se colocarem em vantagem. Aos 72 minutos, Moukandjo bateu um livre lateral, o defesa John Boye e o guarda-redes Brimah Razak desentenderam-se e a bola sobrou para Michael Ngadeu-Ngadjui que colocou a bola no fundo da baliza do Gana. Perante esta contrariedade, a seleção de Avram Grant, que até tinha entrado com bastante intensidade nesta etapa complementar, fez um enorme esforço para ir atrás do empate, mas não teve sucesso. Os ganeses sofreram ainda um segundo golo: no decorrer do tempo de compensação, Christian Bassogog finalizou com êxito um lance de contra-ataque.

A grande final entre o Egito e os Camarões está agendada para sábado às 19:00, em Libreville. Um dia antes e à mesma hora, em Port-Gentil, o Burquina Faso defronta o Gana na partida de atribuição do 3º lugar deste torneio.

Comentar