Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Portugueses: pelos estádios da Europa

Portugueses: pelos estádios da Europa

À imagem do que acontece todas as semanas, foram muitos os portugueses que atuaram nos diversos campeonatos europeus. Podemos não ter noção, mas temos uma verdadeira colónia de futebolistas só no continente europeu. É verdade que nem todos eles têm a classe nem o engenho de Cristiano Ronaldo, mas é igualmente importante dar destaque a quem, indiretamente, faz publicidade ao nosso país. O facto de termos tantos futebolistas espalhados pela Europa é a prova de duas coisas: Portugal é um país exportador no futebol e não aproveita o que de melhor tem, preferindo contratar, acima de tudo, sul-americanos.

Terminadas as competições do passado fim de semana, entram em cena as seleções. Antes disso, o Futebol Portugal traça um quadro do que sucedeu aos portugueses que militam na primeira divisão dos principais campeonatos da Europa.

Espanha

Começando pela liga de nuestros hermanos, o maior destaque é, como habitualmente, Cristiano Ronaldo. Na vitória do Real Madrid por 1-2, o capitão da seleção portuguesa foi protagonista ao marcar o primeiro golo da formação de José Mourinho. Por outro lado, uma lesão impediu a continuidade de Ronaldo no segundo tempo. Nesta altura, o madeirense tem 12 golos no campeonato. Também titulares no Real Madrid foram os defesas Pepe e Fábio Coentrão. Este último já não era opção desde final de agosto.
Também em Madrid, houve um português com problemas: Tiago, jogador do Atlético de Madrid, foi convocado, mas não saiu do banco de suplentes na vitória por 2-0 sobre o Getafe.
No início da jornada, o defesa direito Nélson foi titular na derrota do Bétis frente ao Granada por 1-2. O jogador, recentemente convocado por Paulo Bento para a seleção portuguesa, saiu lesionado perto do fim do jogo.
No sábado, Eliseu e Duda voltaram a perder pontos para o campeonato. Em casa, o Málaga perdeu com a Real Sociedad 1-2. Eliseu, que tem estado em grande plano nas últimas semanas, foi titular, enquanto Duda esteve toda a partida no banco, não conseguindo contribuir para a recuperação do Málaga no campeonato.
No encontro com mais português, o Saragoça venceu o Deportivo da Corunha por 5-3. Na formação da casa, o ponta de lança Hélder Postiga foi titular e bisou, comprovando que atravessa um grande momento de forma. Do lado contrário, Zé Castro, Tiago Pinto, Bruno Gama e Pizzi alinharam de início. O lateral esquerdo Tiago Pinto esteve mal ao cometer uma grande penalidade. Bruno Gama marcou um golo, enquanto Pizzi fez uma assistência para golo, mas acabou expulso. Roderick Miranda foi suplente não utilizado e André Santos, Diogo Salomão e Nélson Oliveira não entraram na ficha de jogo.
Na Catalunha, o aflito Espanhol perdeu por 0-3 com o Osasuna. Simão Sabrosa foi suplente utilizado, ao passo que o avançado Rui Fonte não entrou na convocatória.
No domingo, o Valência de João Pereira, suplente não utilizado, e Ricardo Costa, não convocado, foi empatar a uma bola ao terreno do Valladolid de Sereno, que também não foi convocado.

Itália

O único português na Série A é Luís Neto. O antigo defesa central do Nacional foi titular no empate a zero entre o seu Siena e o Parma.

Inglaterra

O contingente de portugueses na pátria do futebol já foi muito grande, sobretudo, na época em que José Mourinho treinou o Chelsea FC. Ainda assim, Portugal continua a ter bons representantes.
Nani não foi convocado devido a lesão e, por isso, não participou na vitória do Manchester United no terreno do Aston Villa (2-3). Também no sábado, o defesa direito José Bosingwa foi titular na derrota do seu QPR frente ao Stoke City. No mesmo dia, o defesa central José Fonte foi titular no empate a uma bola do seu Southampton frente ao Swansea.
No dia seguinte, o lesionado Ricardo Vaz Tê, do West Ham, não pôde ajudar na vitória por 0-1 no terreno do Newcastle.
Em Manchester, o técnico André Villas-Boas esteve perto de ver o seu Tottenham derrotar o campeão Manchester City. Contudo, a partida terminou com uma derrota de 2-1 dos Spurs, ocupando o 7º lugar na competição.
Ao final da tarde, o Chelsea FC, com Paulo Ferreira no banco de suplentes durante os 90 minutos e sem Hilário nos convocados, empatou a um com o Liverpool.

Alemanha

Os únicos portugueses na Bundesliga não atuaram. No domingo, Vieirinha não foi convocado e, por isso, não participou na primeira vitória em casa do seu Wolfsburgo (3-1 sobre o Bayer Leverkusen). No mesmo dia, o lesionado Sérgio Pinto também não esteve presente na vitória da sua equipa. O Hannover 96 conseguiu uma fantástica reviravolta no terreno do Estugarda, vencendo por 2-4.

França

Na Ligue 1 houve três portugueses em ação e nenhum deles saiu vitorioso. No sábado, Yannick Djaló foi titular na derrota do seu Toulouse na receção ao Ajaccio por 2-4.
No dia seguinte, Pedrinho foi titular pelo Lorient, mas não conseguiu evitar a goleada em casa frente ao Bordéus por 0-4.
Também como visitado, Rafael Dias foi suplente não utilizado no Sochaux, que conseguiu um interessante empate a uma bola com o Olímpico de Lyon.

Grécia

Nas terras helénicas, o conjunto de portugueses tem aumentado nos últimos tempos. O mais bem sucedido é, por estes dias, Leonardo Jardim, técnico do Olympiacos, lidera o principal campeonato da Grécia.
Este fim de semana, o técnico madeirense fez alinhar Paulo Machado de início na vitória por 0-4 no terreno do último classificado, o AEK, clube onde Yago Fernández foi titular e Furtado não foi utilizado.
Sorte diferente tiveram Nuno Coelho, que não foi convocado na derrota do seu Aris frente ao Levadiakos (1-2), Zé Vítor, que foi titular na derrota do seu Veria FC frente ao Crete (2-0), e Dani, que não marcou presença na ficha de jogo do Xanthi, que perdeu 1-0 com o Giannina.
Ontem, o Panathinaikos de Jesualdo Ferreira foi empatar a zero ao terreno do Kerkyra, continuando num desapontante 6º lugar. Zeca foi titular na equipa de Atenas. André Pinto não entrou na ficha de jogo.

Rússia

Na gélida Rússia, Bruno Alves e Danny foram titulares na difícil vitória do Zenit St. Petersburgo no terreno do Volga Novgorod por 1-2.

Roménia

Na Liga I são muitos os atletas portugueses.
O guarda-redes Mingote defendeu as redes do Pandurii na vitória por 0-1 sobre o Brasov, onde Pedro Taborda, Ricardo Machado, Nuno Viveiros e Bruno Madeira foram titulares.
O Vaslui, sem Davide na convocatória, venceu o Dínamo de Bucareste por 0-1.
O Petrolul, sem Geraldes na ficha de jogo, empatou fora com o Astra a uma bola.
A armada portuguesa do CFR Cluj saiu vitoriosa nesta ronda. Com Paulo Sérgio a orientar a equipa no banco de suplentes, o adversário do SC Braga na Liga dos Campeões, com Mário Felgueiras, Ivo Pinto, Cadú e Rui Pedro a titulares, venceu o Concordia Chiajna por 1-2, sendo o 5º classificado. Rui Pedro marcou mesmo um golo. Nuno Diogo e Diogo Valente foram suplentes não utilizados, enquanto Nuno Claro, Camora e Celestino não foram convocados por Paulo Sérgio.
O Turnu Severin, com Hugo Moutinho a titular, derrotou o Gloria Bistrita, onde Bragança não foi convocado, por 1-0.
Ontem, a terminar a jornada, o Universidade de Cluj, com Paulinho no onze titular, perdeu em casa 1-2 com o Rapid de Bucareste, onde Filipe Teixeira também jogou de início.

Turquia

Na sexta-feira, o Besiktas empatou a três com o Bursaspor. Nessa partida, Manuel Fernandes e Hugo Almeida foram titulares. O ponta de lança esteve mesmo em destaque ao marcar um golo. Ricardo Quaresma, o outro português das Águias Negras, não entrou sequer na ficha de jogo.
No sábado, na deslocação ao terreno do Karabukspor, o Instambul BB de Carlos Carvalhal, Eduardo e Geraldes perdeu 3-1. O guarda-redes e o defesa foram titulares. Após esta derrota, Carlos Carvalhal abandonou o cargo técnico do clube, que ocupa o 14º posto.
No domingo, no jogo grande da jornada, o Fenerbahçe, com Raul Meireles no onze inicial, venceu por 2-1 o Orduspor, onde o lateral Miguel Garcia também alinhou de início.

Ucrânia

No país onde se disputou a final do Euro 2012, Miguel Veloso foi figura de cartaz, uma vez que foi titular na vitória por 0-5 do Dínamo de Kiev sobre o Metalruh Zaporizhya. O médio formado no Sporting CP marcou o primeiro golo do jogo.

Chipre

O principal campeonato cipriota está no bom caminho para se tornar uma verdadeira colónia de jogadores portugueses, tal é a frequência com que se encontram jogadores lusitanos nas fileiras daqueles clubes.
O AEL Limassol, comandado pelo técnico Jorge Costa, venceu o AEK Larnaca por 1-2, ocupando o 4º posto. Nessa partida, Jorge Monteiro, Rui Miguel e Paulo Sérgio foram titulares, enquanto Orlando Sá este no banco de suplentes mas não foi utilizado e José Embalo não pertenceu à ficha de jogo. Para Jorge Monteiro, o jogo foi especial, pois marcou um golo.
O líder Apoel, com Mário Sérgio, Hélio Pinto e Nuno Morais a titulares, venceu 0-1 o Ethnikos Achnas, onde Oliveira e Marco Paixão também jogaram de início e Vítor Lima não foi convocado.
Paulo Jorge viu do banco a vitória por 0-1 do seu Anorthosis Famagusta no terreno do Ayia Napa, onde Fabeta, Fausto Lúcio, Ricardo Catchana, Hugo Soares e Vítor Afonso foram titulares e Marquinhos foi suplente não utilizado. Ginho não fez parte dos convocados.
O Appollon Limassol, com Bruno Vale, Toni e Miguelito no onze titular, derrotou por 4-0 o AEP, onde Cris e Silas foram titulares.
Pedro Duarte e Hélder Castro alinharam de início na derrota do Olympiakos Nicosia 1-2 com o DOXA, equipa em que Carlos Marques, Abel Pereira, Carlos André, Castanheira e Ricardo Fernandes foram titulares e Tiago Conceição não saiu do banco de suplentes.
A terminar, o Nea Salamis, com Hélio Roque de início e Saavedra fora dos convocados, perdeu em casa 0-2 com o NEP, que teve Milhazes e Hugo Faria no onze inicial. Filipe Gui assistiu do banco a todo o desafio.

Comentar