Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Sporting vence Académica (3-1) em jogo com 3 penalties

Sporting vence Académica (3-1) em jogo com 3 penalties

Sporting slimani

A equipa leonina venceu a Académica por 3-1 em jogo com três grandes penalidades e novas queixas da arbitragem, culminadas na expulsão de Jorge Jesus perto do intervalo da partida.

O Sporting apresentou-se com uma novidade no onze, Carlos Mané, que atuou no lado esquerdo em detrimento de Bryan Ruiz. Ricardo Esgaio também foi titular, conforme esperado dada a ausência por suspensão de João Pereira, expulso em Alvalade frente ao Paços de Ferreira. A maior novidade no lado da equipa da casa foi a presença de Ivanildo junto a Rabiola, formando um 4-4-2.

A Académica começou bem o jogo mas na primeira vez que os homens de Alvalade se chegaram à frente, aos 5 minutos, Carlos Mané aproveitou excelente passe de Adrien e rematou cruzado para o fundo das redes de Lee. Aos 15 minutos, foi a vez de Esgaio fazer um passe excelente para Carrillo que passou para o centro da grande área e João Mário rematou rasteiro à figura para defesa do guarda-redes dos estudantes. Logo a seguir, Jefferson faz um remate fortíssimo de longe que passa rente ao poste.

Ao minuto 24 chega o momento do jogo. Grande jogada de André Carrillo que isola Islam Slimani que faz um chapéu exímio a Lee, fazendo o segundo para os “leões”. Aos 31 minutos, Adrien comete grande penalidade sobre Leandro Silva e Rabiola, perante Rui Patrício, não desperdiça e reduz para 1-2.

Perto do intervalo, clara grande penalidade sobre Islam Slimani não foi assinalada pelo árbitro Bruno Esteves, o que originou muitas queixas por parte do Sporting, que já havia reclamado a grande penalidade assinalada contra, minutos antes. Na sequência dessas queixas, Jorge Jesus foi expulso pelo árbitro e não subiu ao relvado para a segunda parte. Bruno de Carvalho, solidário com o treinador, ficou junto a Jorge Jesus na segunda parte.

Uma segunda parte mais morna, com o Sporting a assumir novamente com tranquilidade o domínio do jogo, só trouxe a primeira grande oportunidade aos 60 minutos, quando João Mário desferiu um remate de fora da área de pé esquerdo que rasou o poste da baliza de Lee. 1 minuto depois foi a vez do guarda-redes brasileiro brilhar em defesa a remate de Teo Gutiérrez, que podia ter assistido Slimani que estava em melhor posição.

Pouco depois, Bryan Ruiz entrou para o lado do Sporting, jogando atrás de Islam Slimani, enquanto Viterbo colocou Gonçalo Paciência em campo, na procura do golo do empate, retirando o autor do golo da Académica, Rabiola. Contudo, logo de seguida, Fernando Alexandre pára um remate de Carlos Mané com o braço e o árbitro assinala grande penalidade, que Adrien desperdiça, acertando no poste da baliza de Lee, que ficou caído para o lado contrário. Jogo em aberto com 69 minutos decorridos.

José Viterbo colocou “toda a carne no assador” aos 78 minutos, quando Rafael Lopes substituiu Bouadla, dando maior poder ao ataque dos estudantes. Minutos antes, o Sporting tinha retirado Carrillo para reforçar o meio campo defensivo com Aquilani. O tiro saiu pela culatra ao timoneiro da Académica. Novamente Fernando Alexandre a cometer grande penalidade, agora por puxão a Slimani, e foi expulso por acumulação de cartões amarelos. Desta vez foi Aquilani chamado a converter e o jogador italiano não falhou, estreando-se a marcar pelo Sporting e “matando” o jogo.

O Sporting venceu numa boa primeira parte dos leões e bom começo de segundo tempo. Após o falhanço da grande penalidade por Adrien, o Sporting intraquilizou e a Académica ainda assustou com alguns movimentos ofensivos, embora nunca os tenha conseguido tornar especialmente perigosos. Vitória justa para o Sporting mas continua a demorar a “matar” o jogo, algo que lhe trouxe dissabores com o Tondela e Paços de Ferreira nas jornadas anteriores. Junta-se a FC Porto e Arouca na liderança da liga, com 7 pontos, mais 1 do que o rival lisboeta e bicampeão Benfica.

As equipas alinharam com:

Académica: Lee; Nii Plange, João Real, Ricardo Nascimento e Emídio Rafael; Bouadla (Rafael Lopes, 78), Fernando Alexandre, Obiora (Hugo Santos, 60) e Leandro Silva; Ivanildo e Rabiola (Gonçalo Paciência, 65)

Sporting: Rui Patrício; Ricardo Esgaio, Naldo, Paulo Oliveira e Jefferson (Jonathan Silva, 87); Adrien e João Mário; Carlos Mané, Carrillo (Aquilani, 70), Téofilo Gutiérrez (Bryan Ruiz, 64) e Slimani

Comentar