Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Taça Libertadores da America – Internacional chega a final

Taça Libertadores da America – Internacional chega a final

Estava desde logo escrito nas estrelas que a equipa vencedora desta meia final  estaria imediatamente apurada para representar o continente na final da Taça Mundial de Clubes, independentemente do resultado da final.

O Internacional entrou em campo com a vantagem de uma vitoria por 1 golo, e o São Paulo na busca do prejuízo, para o que teria de ganhar o jogo e de preferência por mais de um golo de diferença, para assim resolver a eliminatória, pois caso contrário o Internacional chegaria ao jogo decisivo.

Surpresas iniciais do jogo, que se podem resumir na presença de Ricardo Oliveira na linha atacante do São Paulo, uma vez que de resto tudo era mais do que esperado. O Internacional decidiu lançar Tinga em jogo, o que se pode considerar uma meia surpresa.

Carlos Amarilha foi o arbitro escolhido para o jogo da decisão. Um arbitro como que “embruxado” pela totalidade da sua equipa de arbitragem, pois tenta subir de patamar, mas sempre  alguém da sua equipa não agüenta  os testes de qualificação.

Na primeira parte de jogo, minutos de jogo repartidos, mas com mais objetividade por parte do São Paulo. Uma falha do guarda –redes do Internacional, Renan, deu a possibilidade de Alex Silva empatar o jogo aos 30 minutos da 1ª parte, empatando também a eliminatória., deixando todo o resto do jogo em aberto, em relação a um resultado final do jogo e da eliminatória.

A primeira parte decorreu aberta, com mais toada atacante do São Paulo, e acabou com um resultado que abria largas e amplas avenidas para ambas as equipas na antevisão da segunda parte. A manter-se este resultado,daria lugar a marcação de grandes penalidades.

A segunda parte iniciou-se com igual toada dividida de jogo, mas o Internacional conseguiu marcar golo num toque de calcanhar na marcação de um livre, e assim avançava na eliminatória.

Na resposta, uns dois minutos depois, o São Paulo, por Ricardo Oliveira, marca, e deixa a eliminatória em aberto, pois com o 2 -1 o Internacional ainda ficava em vantagem, mas a eliminatória estava em aberto para ambas as equipas.

O restante da segunda parte foi de uma toada de para e resposta, mas o resultado não se alterou até ao minuto 90.

O internacional embora derrotado, chega com toda a justiça a final da Taça Libertadores da America, para além de garantir a presença na fase final do Mundial de Clubes.

“João Massapina”

Comentar