Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / United perde mas carimba ida a Wembley

United perde mas carimba ida a Wembley

O Manchester United de José Mourinho garantiu hoje a passagem à final da Taça da Liga Inglesa, com um agregado de 3-2 a favor dos Red Devills. Com uma vitória em Old Trafford por 2-0 a favor dos Red Devils, os Tigers de Marco Silva chegaram a esta partida obrigados a vencer por três bolas a zero se queriam manter a esperança de viajarem até Wembley.

A partida começou com o Hull City a dominar e a ser protagonista das melhores oportunidades da partida. À passagem do minuto 25 Omar Niasse dispôs de uma oportunidade de ouro ao receber uma bola perdida no meio da área dos Red Devils e a rematar à queima-roupa obrigando De Gea a uma defesa fantástica. Os Tigers beneficiaram de uma penalidade ao minuto 35 cometida por Marcos Rojo no seguimento de um canto. Tom Huddlestone na conversão não desperdiçou e inaugurou o marcador no KC Stadium, dando esperança à equipa local numa possível passagem à final da competição.

No minuto 38 a melhor oportunidade da formação visitante na primeira metade é protagonizada por Zlatan Ibrahimovic que já dentro da área do Hull City remata para o canto inferior direito da baliza de David Marshall que desvia para pontapé de canto.

No reatamento da segunda parte, os visitantes entraram mais fortes tentando superiorizar-se e tomar conta da partida, no minuto 52 o Manchester United reclama uma penalidade não assinalada por falta de Tom Huddlestone sobre Chris Smalling. Após rever as imagens do lance consegue-se perceber que a fúria dos visitantes é justificável visto que realmente existe uma falta, ficando assim uma grande penalidade a favor dos Red Devils por assinalar. No minuto 60, outra situação polémica quando Marcus Rashford cai na área do Hull, desta vez não parece haver infração por parte do homem dos Tigers. Já só com 25 minutos restantes na partida, um corte de Tom Huddlestone sem nexo para a zona central da área, permite a Paul Pogba igualar a partida com um remate para o canto inferior direito da baliza de David Marshall que nada podia fazer para impedir o golo

 

Sete minutos depois, Marcos Rojo no seguimento de um pontapé de canto, salta e cabeceia forte contra a barra da equipa de Marco Silva. No minuto 77 Omar Niasse volta a desperdiçar quando consegue cabecear uma bola provinda de um pontapé de canto do lado esquerdo do meio campo da formação de José Mourinho que encontra a barra da baliza de De Gea. Já nos últimos 5 minutos da partida a formação do Hull City volta a passar para a frente do marcador, cruzamento fantástico de David Meyler que Omar Niasse finaliza à boca da baliza.

O Hull City de Marco Silva superioriza-se à formação de José Mourinho mas não o suficiente para passar a eliminatória devido a vantagem que o Manchester United trazia da primeira mão.

Comentar