Register  /  Login

O Blog do Futebol em Portugal

Futebol / Vitória de Guimarães: Marcelo Toscano apalavrad por 2 anos, no entanto … (c/ vídeo)

Vitória de Guimarães: Marcelo Toscano apalavrad por 2 anos, no entanto … (c/ vídeo)

O vice-presidente Paulo Pereira foi ao Brasil desbloquear o negócio com Marcelo Toscano. O médio ofensivo, de 25 anos, assume já ter acordo com o clube vitoriano mas atenção que ainda ontem, Marcelo Toscano, craque do Paraná Clube, viu os seus direitos económicos penhorados como forma de pagamento de uma dívida de 120 euros datada de 2006, do clube paranaense para com o trinco Pierre, actualmente ao serviço do Palmeiras. Os muitos milhões de euros encaixados com a surpreendente venda de Bebé ao Manchester United permitiram ao Vitória de Guimarães acelerar as contratações de João Paulo (o defesa-central assinou por três anos e já se treinou no castelo) e Marcelo Toscano – o brasileiro é o n.º 10 que Manuel Machado queria há muito ver no plantel e tem tudo programado para se apresentar no Minho já na próxima semana. O processo de transferência do médio brasileiro que é figura de cartaz no Paraná, da série B, registou nas últimas horas avanços tremendos, tendo o próprio jogador reconhecido a existência de um acordo verbal que prevê a sua mudança para Guimarães: “Só estou à espera que chegue um director do Vitória para oficializarmos a ligação ao clube, pois já dei a minha palavra e aceitei uma proposta de duas épocas”, assumiu Marcelo Toscano. “A proposta do Vitória de Guimarães é interessante, porque seria um contrato de dois anos e conhecemos a situação financeira por que passa o Paraná. A proposta de 400 mil euros existe, eu mesmo tenho uma cópia da mesma e vamos sentar-nos e conversar com o Paraná”, afirmou Ruy Gel, director desportivo do clube paranaense à Rádio Transamérica. Entretanto sabe-se que Toscano não atravessa um bom momento, uma vez que tem alguns meses de salários em atraso. Falhou mesmo um penalty na derrota recente com o Brasiliense por 3-0: “O Marcelo está muito abalado por todos estes problemas externos. Achamos por bem preservar o atleta, que não vem conseguindo jogar com o mesmo rendimento, e vamos pedir para a direcção afastá-lo e seja emprestado a outro clube. Não queremos causar prejuízo e nem processar o Paraná na Justiça. O que o jogador quer é resolver a sua situação, deixar as portas abertas no clube. Vamos tentar resolver de forma amigável. Tenho certeza de que vão entender e que o momento não é para ficar, porque ele está a ser prejudicado”, concluiu.

http://www.youtube.com/watch?v=1Y8T98xb2Ks

Comentar